Utilizando Grails na NetSoft

Tchau querido desktop! Resolvemos desenvolver uma versão Web de um aplicativo comercial da NetSoft utilizando o framework Grails. O Resultado está sendo satisfatório, visto que não temos que nos preucupar com a complexa arquitetura envolvida na instalação da versão desktop que envolvia módulos EJB3 rodando no JBOSS AS.

Outro grande resultado é a rapidez com que um aplicativo WEB é desenvolvido em Grails. Sem XML, apenas convenções. Apesar de radicalmente termos mudado muito a arquitetura, o core ( o modelo de domínio) foi apenas adaptado à linguagem Groovy, pois eu não queria mais utilizar EJB (pra quê?) e o grande trabalho consiste em refazer as telas utilizando o framework DOJO para manter a consistência e o grau de interatividade em aplicações WEB, sem grandes traumas para os clientes advindos do mundo desktop.

Até agora não vejo problemas com a migração, só vantagens:

  • Os clientes não precisarão investir em novas estações de trabalho para suportar o sistema
  • A agilidade para adaptar o sistema à necessidades específicas e lançar releases de versões de correção
  • Convenção, não configuração, sem XML
  • A arquitetura e a quantidade de plugins do Grails é fantástica.
  • A comunidade em torno do framework é enorme
  • O Grails é um framework que pode ser visto como um nível de abstração acima de frameworks mais utilizados no mundo Java, entre eles: Hibernate, spring e sitemesh.
  • Acredite se quiser: Funcionalidades que ficaram prontas em intervalos de meses na versão desktop levaram apenas semanas para serem concluídas. Adicione à esse intervalo o tempo necessário para fazer mais testes unitários, de integração e interface (Selenium) o que não era tããããão prezado na versão desktop (eu confesso)

Daqui a alguns meses lançaremos uma release estável e a idéia futura é migrar tudo para WEB, inclusive nossa ferramenta de exportação de nota fiscal eletrônica (NF-e).

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Grails, Groovy, Java, Web

2 Respostas para “Utilizando Grails na NetSoft

  1. Sabia que tem um plugin chamado scaffold-tags, e que tem um template pronto pra fazer scaffold com dojo? 🙂

    No teu contexto, acho legal dar uma olhadinha!

    []s,

    • Luks

      Valeu pela indicação. Irei dar uma olhada. Rescentemente, adotei o framework ZK para algumas GUI’s que exigem grande quantidade de requisições assíncrona (vulgo AJAX) em algumas funcionalidades desta mesma aplicação feita em grails. Irei escrever algo sobre brevemente,
      vlw!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s