Arquivo da categoria: Grails

Presos ao Desktop

É incrível: estamos amarrados ao Desktop. Seja qual for o Framework,  Toolkit, SDK, metologia … fique a vontade, você ainda sim estará amarrado ao Desktop. Estou convivendo com este empecilho em sistemas Web de automação comercial desenvolvidos na NetSoft, empresa em que trabalho. Dependemos de impressoras fiscais, impressoras matriciais, PinPads, leitores de código de barras e aí vai …  Para a nossa solução ser completamente Web, desenvolvemos Applets Java para integrar soluções Web2.0 com recursos de Hardware da máquina cliente. Isso é um testemunho pessoal de que depender dos “outros” nem sempre é uma boa escolha. Quer um exemplo neste contexto: Adivinha como se utiliza impressora matricial em Java. Uma API de alto-nível utilizando JNI? Simplesmente mandar o conteúdo para impressora? Antes fosse! É uma verdadeira brincadeira de mau gosto: Abra um stream diretamente na porta paralela da impressora e a envie todos os comandos necessários para gerenciar tabulações, parágrafos e quebras de linha para formatar os dados … legal né ?? Ainda não existe uma plataforma Web homogênea de desenvolvimento para automação comercial, penso eu. Assim como dependemos de compiladores, linguagens, servidores e browsers dependemos de fabricantes às vezes muito pouco preucupados com o desenvolvedor. Falta documentação, assistência, exemplos e organização em muitos fornecedores. No mercado poucas são as soluções 100% Web neste nicho devido à estas restrinções, embora exista todo um conjunto significativo de pontos positivos que favorecem a plataforma Web, principalmente o deployment, tão crítico e importante para softwares em processo de “amadurecimento”. Optamos pela Web, 100% Web.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Grails, Groovy, Java, Uncategorized, Web

Representação e persistência de valores monetários em Groovy com o padrão Money

Grande parte das aplicações comerciais manipulam valores monetários. Uma venda aqui, um estorno ali, um troco acolá, um parcelamento de um valor não inteiro … Todos esses movimentos devem ser devidamente registrados de forma precisa, pois aparentemente 0.01 R$ pode não fazer diferença para a farmácia da esquina da rua de sua casa, mas imagina isso acontecendo entre as centenas de movimentos de uma distribuidora internacional de medicamentos que cria parcerias e colaboradores por todo o mundo.

Implemente um pequeno sistema de PDV em Java ou qualquer outra linguagem e esteja disposto a encarar as mais inemagináveis lógicas, possibilidades e restrinções …. entre elas:

Um cliente informa os ítens que deseja levar e solicita o fechamento da venda. O funcionário solicita seu nome e procura um bônus de crédito acumulado, para um desconto no movimento. O sistema informa que o cliente tem 7.55 % de desconto acumulado para o próximo movimento. E ele possui um descontinho de 2.45 % por ter mais de 99 anos . Somando aí, temos 10 % de desconto. Bem, somando os ítens do cliente o sistema chega ao valor de 170 R$ e o sistema solicita ao cliente a forma de pagamento, que escolhe em 7 vezes. Fazendo umas continhas tirando o desconto do valor final fica em 153 R$ … dividindo isso em 7 parcelas nós temos 7x de 21,857142857142857142857142857143 … R$

O valor dessa parcela é válida ?? Existe essa quantia monetária em Reais ?? Como fazer: aproximar para 21.85 R$, (sendo que 7 parcelas 21.85 R$ totalizam   152,95 R$ e o caixa da loja perderá 5 cents ) ???

Eu tambem me deparei com essa situação e resolvi escutar a experiência da comunidade, encontrando o padrão Money. Antes vale destacar os livros e sites que fundamentaram essa implementação:

Assim como minhas necessidades quanto à implementação:

  • Preciso de operações de soma e subtração entre valores monetários
  • Preciso de operações de multiplicação e divisão entre valores monetários e escalares ( você não multiplica 10 R$ por 20 R$, multiplica ?)
  • Preciso persistir esse valor
  • Por enquanto, só trabalho com moeda brasileira, sem conversões e internacionalização

E para não ser um artigo inútil a você – caro leitor, e para a WEB, apresento-lhes um comentário sucinto da seguinte implementação da classe Money em groovy:

package br.netsoft

import org.hibernate.*;
import org.hibernate.usertype.*;
import java.sql.PreparedStatement;
import java.sql.ResultSet;
import java.sql.SQLException;
import java.io.Serializable;
import java.sql.PreparedStatement;
import java.sql.ResultSet;
import java.text.DecimalFormat;
import java.util.List;
import java.util.Locale;
import java.util.Properties;

import org.hibernate.usertype.UserType;
import java.sql.Types;
import java.text.DecimalFormat;
import java.text.DecimalFormatSymbols;
import java.util.*;
import java.io.Serializable;

/**
 *
 *  Implementação do padrão Money. Um Value Object
 *  Esta classe deve ser usada p/ implementar todos os valores monetários do sistema
 *  
 *  @author Lucas Simao
 *  @since 28/09/09
 *
 */
class Money implements UserType,Comparable<Money>,Serializable{

    private final static int CENT_FATOR = 100
    private static final Locale BR_LOCALE = new Locale('pt','BR');
    private static final DecimalFormat moneyFormat = new DecimalFormat('¤ ###,###,##0.00',new DecimalFormatSymbols(BR_LOCALE));
    long quantia // em centavos
    private Class targetClass;
    public final static Money ZERO = Money.newMoneyFromCents(0)



    /**
     *   Cria um novo valor monetário, à partir da quantia informada em <b> Centavos (R$) </b>.
     *   Exemplo:
     *
     *   <code>
     *      def m1 = Money.newMoneyFromCents(100) cria 1 real
     *   </code>
     *
     *   @since 28/09/09
     *   @param cents  O valor monetario, em centavos.
     *   @author Lucas Simao
     *
    */
    public static Money newMoneyFromCents(long cents){
        return new Money(quantia:cents)
        
    }

    /**
     *   Cria um novo valor monetário, à partir da quantia informada em <b> Reais (R$) </b>.
     *   Exemplo:
     *
     *   <code>
     *      def m1 = Money.newMoneyFromReal(100) // cria 100 Reais
     *      def m2 = Money.newMoneyFromCents(100) cria 1 real
     *   </code>
     *
     *   @since 28/09/09
     *   @param quantiaEmReais  O valor monetario, em reais.
     *   @author Lucas Simao
     *
    */
    public static Money newMoneyFromReal(double quantiaEmReais) {
        return new Money(quantia:quantiaEmReais * CENT_FATOR)
    }


    def getValorEmReais(){
        return this.quantia/100.0;
    }

    def getValorEmCentavos(){
        return this.quantia;
    }

    def plus(Money other){
        return adicionar(other)
    }

    public int compareTo(Object o){
        Money other = (Money)o
        return (this.quantia - other.quantia)
    }

    def minus(Money other){
        return subtrair(other)
    }

    def multiply(Double value){
        def valor_em_reais = this.quantia/100.0
        return Money.newMoneyFromReal(valor_em_reais*value)
    }

    public Money adicionar(Money qtde){
        return new Money(quantia: (qtde.quantia+this.quantia))

    }
    
    public Money subtrair(Money qtde){
        if (this.quantia<qtde.quantia){
            throw new IllegalStateException('Quantidade a ser subtraída maior que a quantia')
        }
        else{
            return new Money(quantia: (this.quantia-qtde.quantia))
        }}

  

    public List<Money> alocar(int n){
        
        long value = this.quantia/n
        Money lowResult = newMoneyFromCents(value);
        Money highResult = newMoneyFromCents(lowResult.quantia + 1);
        def results = [] as List
        int remainder = this.quantia % n;
        for (int i = 0; i < remainder; i++) results<< highResult;
        for (int i = remainder; i < n; i++) results << lowResult;
        return results;

    }

    public boolean equals(Money other){
        return (other.quantia == this.quantia)
    }

    public String toString(){
        return moneyFormat.format(this.getValorEmReais())
    }


    


    public boolean isMutable() { return false; }

    public Object deepCopy(Object value) { return value; }

    public Serializable disassemble(Object value){ return (Serializable) value; }
    
    public Object assemble(Serializable cached, Object owner) { return cached; }

    public Object replace(Object original, Object target, Object owner) { return original; }

    public boolean equals(Object x, Object y) { if (x == y) return true; if (x == null || y == null) return false; return x.equals(y); }


    public int hashCode(Object x) { return x.hashCode(); }

    // Cria um objeto Money à partir da quantia em centavos armazenada no BD
    public Object nullSafeGet(ResultSet resultSet, String[] names, Object owner) throws SQLException {
        Long value = resultSet.getLong(names[0]);
        if (value){
            return Money.newMoneyFromCents(value)
        }
        else{
            return Money.newMoneyFromCents(0L)
        }
    }

    // Salva o objeto Money representado pelo parâmetro value
    // como o valor em centavos
    public void nullSafeSet(PreparedStatement statement, Object value, int index) throws HibernateException, SQLException
    {
        if (value == null)
        {
            statement.setNull(index, Hibernate.LONG.sqlType());
        }
        else
        {
            statement.setLong(index, value.getValorEmCentavos());
        }
    }

        public void setParameterValues(Properties parameters) {
        String targetClassName = parameters.getProperty("targetClass");
        try { targetClass = Class.forName(targetClassName); }
        catch (ClassNotFoundException e)
        { throw new HibernateException("Class " + targetClassName + " not found ", e); } }

    public Class returnedClass() { return targetClass; }
    def SQL_TYPES = [Hibernate.LONG.sqlType()];

    public int[] sqlTypes() { return SQL_TYPES; } 
}

Sobre a classe Money:

  • Internamente, a quantia monetária é armazenada em centavos (propriedade quantia)
  • A classe implementa org.hibernate.usertype.UserType para definir um tipo de dados personalizado, no caso valores monetários. Os métodos  assemble, deepCopy, desassemble, equals, hashCode, isMutable, nullSafeGet, nullSafeSet, replace, returnedClass, sqlTypes são todos especificados por aquela interface e por isso implementados pela classe Money
  • Esta classe assume valores em reais. Por isso a ausência de alguma menção ao tipo de moeda
  • Ela é baseada no padrão Quantity, que encapsula e associa uma quantia com alguma unidade. Este por sua vez (quantity) deriva do padão Value Object
  • Existem dois métodos que dão vida a esta classe: newMoneyFromCents e newMoneyFromReal
  • Funcionalidades a serem implementadas: Internacionalização e conversão
  • Como groovy é uma linguagem dinâmica e permite sobrecarga de operadores, os métodos plus, minus, multiply e compareTo permite que você manipule facilmente instâncias de Money tornando válido o seguinte código:
def m1 = Money.newMoneyFromCents(100)
def m2 = Money.newMoneyFromReal(10.50)
def m3 = m1 + m2
println m3.toString() // imprime R$ 11.50
println m3 * 2 // imprime R$ 23.00

// resolvendo o problema descrito no início deste post

def m4 = Money.newMoneyFromReal(153.0)

// O método alocar irá retornar um array de tamnho 7, contendo 5 parcelas de
// R$ 21.86 e 2 de R$ 21.85, totalizando R$ 153.00

m4.alocar(7).each{ parcela -> println parcela }

Resumo da ópera: Implementado o padrão Money em Groovy, ao mesmo tempo, definindo um novo tipo de dados através da API org.hibernate.usertype do Hibernate.

Utilizando a classe Money com o Framework Grails

Simplesmente, redefina sua propriedade que armazena valores monetários ( que possivelmente esteja usando a classe Double ou BigDecimal ) para  o  tipo Money, além disso, informe ao Grails através da DSL de mapeamento que o tipo de dado Money é definido através das API’s do Hibernate, assim:

class Produto {
Money valorVenda
 static mapping = {
columns{
valorVenda type:Money
}
}
}

Patterns of Enterprise Application Architecture

3 Comentários

Arquivado em Grails, Groovy, Hibernate

Utilizando Grails na NetSoft

Tchau querido desktop! Resolvemos desenvolver uma versão Web de um aplicativo comercial da NetSoft utilizando o framework Grails. O Resultado está sendo satisfatório, visto que não temos que nos preucupar com a complexa arquitetura envolvida na instalação da versão desktop que envolvia módulos EJB3 rodando no JBOSS AS.

Outro grande resultado é a rapidez com que um aplicativo WEB é desenvolvido em Grails. Sem XML, apenas convenções. Apesar de radicalmente termos mudado muito a arquitetura, o core ( o modelo de domínio) foi apenas adaptado à linguagem Groovy, pois eu não queria mais utilizar EJB (pra quê?) e o grande trabalho consiste em refazer as telas utilizando o framework DOJO para manter a consistência e o grau de interatividade em aplicações WEB, sem grandes traumas para os clientes advindos do mundo desktop.

Até agora não vejo problemas com a migração, só vantagens:

  • Os clientes não precisarão investir em novas estações de trabalho para suportar o sistema
  • A agilidade para adaptar o sistema à necessidades específicas e lançar releases de versões de correção
  • Convenção, não configuração, sem XML
  • A arquitetura e a quantidade de plugins do Grails é fantástica.
  • A comunidade em torno do framework é enorme
  • O Grails é um framework que pode ser visto como um nível de abstração acima de frameworks mais utilizados no mundo Java, entre eles: Hibernate, spring e sitemesh.
  • Acredite se quiser: Funcionalidades que ficaram prontas em intervalos de meses na versão desktop levaram apenas semanas para serem concluídas. Adicione à esse intervalo o tempo necessário para fazer mais testes unitários, de integração e interface (Selenium) o que não era tããããão prezado na versão desktop (eu confesso)

Daqui a alguns meses lançaremos uma release estável e a idéia futura é migrar tudo para WEB, inclusive nossa ferramenta de exportação de nota fiscal eletrônica (NF-e).

2 Comentários

Arquivado em Grails, Groovy, Java, Web

The Definitive Guide to Grails, Second Edition

AêÊÊ !!! O Ebook caiu na web (demorou!) . É uma boa, já terminei o Groovy in Action agora vou p/ o Grails. Enquanto não dê p/ comprar o livro eu fico com o ebook.

Download

Deixe um comentário

Arquivado em Grails, Groovy, Java